Escolhendo uma taça de vinho

Vinho na taça ou no copo de requeijão?

Taça de vinho é daquelas coisas que a gente fica assustado com tanta opção de tamanhos e formas e pode parecer frescura aleatória. Mas a gente tá aqui pra trazer algumas dicas simples e umas boas recomendações para fazer seu momento com vinho muito mais prazeroso.

Primeiro, uma defesa das taças de vinho, e por que tomar vinho com copo de requeijão não é igual. Três coisas fazem uma taça não ser um copo:

Boca – a boca do copo concentra (ou não) os aromas – então copos com um bojo grande e uma boca menor vão ajudar a concentrar aromas dos vinhos. Você pode reparar que vinhos mais frescos e frutados são servidos em taças de tamanho e boca menor.

Haste – Essa é simples. É para não esquentar o vinho cada vez que pegamos o copo para beber. Um vinho tinto com temperatura superior a 18oC deixa a desejar no frescor e os sabores ficam confusos.

Bojo – já viu que geralmente cabe quase uma garrafa dentro da taça, e a gente deixa bastante espaço vazio na hora de servir? É proposital. Taças têm bastante espaço para poder acumular e concentrar os aromas que vão desprendendo do vinho:


Taças de bojos mais “altos” ajudam a distanciar mais o vinho do nariz, eliminando a sensação de “álcool”

Bojos mais “gordinhos” ajudam a dar mais contato do vinho com o ar, liberando mais aromas. Esse tipo ajuda os vinhos tintos de aromas mais complexos

Taças para champanhe usualmente são mais alongadas para poder se observar o caminho das bolhas (o perlage) até estourarem no topo da taça

“Tá, mas eu não quero ter 437 taças, e as pessoas falam de taça pra branco, pra tinto, pra doce…”

Vamos às nossas dicas pra você:

01

Comece com uma boa taça para vinho tinto

Gordinha, alta, com espaço para desprender os aromas. Ela vai servir para todos os tintos (e para os brancos também!).
E olha que nossos amigos de Champagne tomam até espumante em taça assim!

Nossas recomendações:

02

Depois, se você é um dos nossos, uma boa taça de espumante

(que pode ser flute ou tulipa, a escolha é sua!)

Nossas recomendações:

03

Aí, uma bela taça pros brancos/rosés


Taças de branco e rosé requerem menos espaço e podem ser usadas com os brancos mais “sussa”. Brancos mais complexos valem a taça de tinto, mas não conta pra ninguém que eu falei isso 😉

Nossas recomendações:

04

Pra acabar…

Se ainda assim sobrou espaço na prateleira, nós sugerimos ter taças de tintos diferentes – seja com bojo de maior dimensão (para vinhos da Borgonha), taças mais estilosas, ou menores – para aqueles vinhos de dia a dia

Nossas recomendações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *